sábado, 31 de outubro de 2009

Sanatório de Waverly Hills – Kentucky, EUA

Sanatório de Waverly Hills – Kentucky, EUA





Foi considerado o lugar mais “assombrado” de todas as Américas (retirando a liderança do Teatro Municipal do Rio de Janeiro) então vou escrever um resumo pessoal sobre o local.


O local é enorme e foi um sanatório para tuberculosos criado em 1910, durante o seu período de funcionamento mais de 60.000 pessoas morreram no local. Com a descoberta dos antibióticos o uso de hospitais enormes para tratamentos de tuberculose deixou de ser comum e com isso o sanatório fechou em 1961.


Muitas atividades foram encontradas lá: aparições, poltergeist’s, vozes e etc...


Locais conhecidos:


Quarto 502: Tudo que descobri são relatos sobre o local de que 2 pessoas teriam se matado, com isso se tornou famoso através de relatos de atividade sobrenatural no local.


”Death Tunnel”: Corredor no subsolo do hospital por onde passavam os corpos dos mortos (bem oculto para que os pacientes não percebessem, abalando suas esperanças).


Curiosidade!


Há boatos sobre um garotinho que havia morrido nesse local.... abaixo tem uma foto de uma suposta aparição dele, e quando a TAPS (caçadores de fantasmas da Sci-Fi) foram investigar o local, filmaram algo que supostamente seria uma criança. Durante o tópico você verá provas de sua existência.
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A seguir você podera assistir a videos onde pessoas amadores e até mesmo pessoas especializadas no assunto estiveram no local comprovando as aparições.


Amadores passam uma noite dentro do Sanatório para comprovarem os fenômenos
http://www.youtube.com/watch?v=7ZKW4IpUJ-o

Muita atenção neste videorepare fixamente no objeto deixado pela cientista no chão de uma dos quartos!
http://www.youtube.com/watch?v=_pnixlJUuaA&NR=1

Imagem exclusivas externa e interna do sanatório.
http://www.youtube.com/watch?v=49-YjZHHrOY&feature=related





Aparições mais conhecidas


Elizabeth Becher e Jane An Hurley => Foi considerado o primeiro caso de manifestação espectral no sanatório. As duas dividiam o mesmo quarto quando Jane An morreu. Dias depois Elizabeth começou a "delirar" dizendo que conversava e via todos o dias a companheira de quarto morta. Tempo depoi Elizabeth também morreu e outros pacientes viam as duas passeando pelo corredor do quarto 418.


O Pequeno Timmy => No 5º andar ficavam os leitos das crianças vitimas da "Peste Branca" - como também foi conhecida a tuberculose - e um terraço chamado de Solarium, onde as crianças podiam brincar sem sair do isolamento do hospital. Entre as crianças estava Timmy, um menino que morreu aos dez anos e que gostava muito de brincar com a bolinhas que ficavam dispostas em um canto do Solarium. Gostava "tanto" da brincadeira que mesmo depois de morto as bolinhas se mexiam ou eram lançadas como se "alguém invisível" as jogasse, para o espanto das enfermeiras e demais crianças.






Joseph Cottons => Um dos médicos, responsável pela área cirurgica do hospital. Depois de assistir a morte de médicos e pacientes, ele radicalizou achando que tinha descoberto a cura ou, pelo menos, uma forma de abrandar a dor dos tuberculoos: Devido ao inchaço dos pulmões, as costelas eram pressionadas, causando dor e muitas vezes, por conta da fragilidade dos órgãos a perfuração dos mesmos. Joseph achou que serrando as costelas dos pacientes esse sofrimento cessaria. Já que a anestesia nas décadas de 20 e 30 não era algo considerado "eficaz", muitos morriam durante a cirurgia. Após a morte de Joseph, o corredor do 4º andar (onde fica a sala de cirurgia) os atuais zeladores do lugar já viram um homem usando um jaleco branco. Esse vulto toma a forma de uma sombra disforme que vai tomando o lugar até escurecê-lo por completo. É o fantasma mais ativo e violento do sanatório, já que ele se manifesta batendo nas paredes ou jogando objetos.


Mary Hillenburg => Enfermeira do Waverly Hill Sanatorium, engravidou de um médico casado. Há controversias sobre sua morte - ela foi encontrada pendurada pelo pescoço no quarto 502. Por conta da visão, mais "conveniente" foi acreditar que ela tirou a própria vida sem motivo aparente, mas alguns dados dizem que ela sofreu um aborto (muito) mal sucedido feito pelo pai da criança que esperava. Para que o caso não viesse a tona e, asim, detruísse sua carreira, o médico montou a cena do crime para que parecesse mesmo um suicidio. Desde então Mary vaga pelo sanatório tentando dizer como morreu realmente.
 





(fonte: you tube - google - blogge arquivos sobrenaturais)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário